Os quadros são elementos que podem definir o conceito de uma proposta ou finalizar uma ambientação. Elementos versáteis da decoração, podem ser usados em livings, quartos, halls e até banheiros e cozinhas. Como destaque em uma parede, posicionados no chão, em cima de móveis como buffet ou sofá, ou ainda em halls e escadas, as telas trazem harmonia ao restante do décor e devem refletir a personalidade do ambiente e de seus moradores. Confira como alguns dos profissionais participantes do Anuário HAUS 2017 usaram as telas para compor diferentes ambientes.

Nesse projeto contemporâneo de Yara Mendes, o living recebeu móveis em tons neutros e linhas retas. A tela de André Mendes, que usa bem a combinação de cores quentes, traz mais vida ao ambiente

Ambiente por Yara Mendes

Ambiente por Yara Mendes

Nesse hall de um apartamento contemporâneo que teve como conceito a reutilização e mistura de matérias, Valeria Ribeiro escolheu o quadro de Luiz de Souza, que é destaca pelo papel de parede em estampa que imita couro.

Ambiente por Valeria Ribeiro

Ambiente por Valeria Ribeiro

O projeto de Barbara Kubrusly prioriza a funcionalidade, o conforto e o requinte e transita sutilmente entre o moderno e o contemporâneo. As peças são leves e claras, sem excessos. No living, o quadro em tons de amarelo, laranja e azul e temática floral deixa o espaço mais descontraído.

Ambiente por Barbara Kubrusly

Ambiente por Barbara Kubrusly

No projeto de Guilherme Belotto, Camille Scopel e Thiago Tanaka a tela escolhida é do artista plástico português Eduardo Bragança. Em cores quentes, foi usada para criar um canto de destaque no living, dando um ar de sofisticação e bom gosto. As obras deste artista são caracterizadas pelas cores fortes. Dessa forma, quebrou com a sobriedade do ambiente trazendo um pouco mais de vida e descontração. A escolha segue o conceito do restante do apartamento, criando uma atmosfera intimista e ao mesmo tempo sofisticada com peças de design e obras de arte.

Ambiente por Guilherme Belotto, Camille Scopel e Thiago Tanaka

Ambiente por Guilherme Belotto, Camille Scopel e Thiago Tanaka

Este projeto de escritório localizado em um dos edifícios mais altos de Curitiba, com uma vista privilegiada de 360 graus da cidade, conduziu a proposta deste projeto que elegeu a paisagem como pano de fundo. Danielle Branco buscou evidenciar traços modernos e paletas de cores neutras com obras de arte e objetos decorativos em tons vivos. A escolha do quadro abstrato assinado pelo artista Eleutherio Netto se deve a sua presença marcante e cores vibrantes, que preenchem a parede com cor.

Ambiente por Danielle Branco

Ambiente por Danielle Branco

O apartamento, que teve projeto assinado por João Miguel, foi reformado em todos os ambientes pensando sempre em elementos artísticos que se destaquem em chão, parede e teto. Nos projetos desenvolvidos pelo escritório, muitas vezes as telas surgem antes mesmo do próprio ambiente. Nesse living, uma fotografia do Walter Thoms foi escolhida por ser narrativa, evocando um mistério – uma história por trás daquele momento fotografado. A obra posicionada no chão foi garimpada em um antiquário e é de artista desconhecido.

Ambiente por João Miguel

Ambiente por João Miguel

O projeto de Priscila Mueller têm paredes que destacam as peças de mobiliário, todo assinado por designers italianos e brasileiros. A coleção de arte contemporânea traz obras de artistas consagrados como Jose Bechara, Benjamin, Paolo Ridolfi, Marcelo Moscheta e Rodrigo Torres. Na sala de reuniões a tela do artista Paolo Ridolfi destaca-se pelo uso de cores em harmonia.

Ambiente por Priscila Mueller

Ambiente por Priscila Mueller

Leave a Reply

Your email address will not be published.